Jogadora Brasileira de COD Mobile supostamente morto por colega

- Advertisement -
- Advertisement -

A jogadora do Call of Duty Mobile Ingrid “Sol” Oliveira foi supostamente assassinada em São Paulo, Brasil, na segunda-feira por outro jogador, Guilherme Alves Costa, que atende pela marca de jogador “Lanterna”. Portal de notícias brasílico R7 deu a notícia na tarde de terça-feira.

Oliveira teria sabido Costa durante o jogo e, em seguida um mês de conversa, eles se encontrariam pela primeira vez na residência de Costa. Costa teria esfaqueado Oliveira até a morte e portanto gravou um vídeo confessando o violação em seu celular, compartilhando-o no WhatsApp com um grupo de outros jogadores do COD Mobile.

Segundo relatos e vídeo compartilhado pelo portal de notícias Viva ABC, o violação foi premeditado. Costa disse que fez “porque quis” e afirmou estar lúcido.

Costa teria recorrido à polícia depois de falar com seu irmão. O grupo de jogadores COD Mobile com o qual partilhou o vídeo fez uma enunciação pública dizendo que não tinha qualquer vínculo legítimo com a Costa e contactou as autoridades logo que viram o teor. O grupo também pediu a seus membros que não compartilhassem o vídeo.

Oliveira, 19, foi jogador do COD Mobile para a equipe de eSports do FBI. A sociedade brasileira ainda sofre com a violência contra a mulher, e no início deste ano um grande movimento aconteceu no país para denunciar casos de assédio dentro da cena de e-sports.

- Advertisement -

VEJA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Advertisment

MAIS NOTICIAS